Facebook vai facilitar organização da página inicial em ordem cronológica

Rede social também vai adicionar novos controles sobre quem pode comentar em posts públicos.

Facebook anunciou nesta quarta-feira (31) que vai facilitar a organização de sua página inicial em ordem cronológica nos aplicativos para iPhone e celulares Android.

A rede social vai adicionar uma barra na parte de cima do feed de notícias para permitir escolher rapidamente entre três filtros:

  • convencional, definido pelo algoritmo do Facebook;
  • favoritos, que permite escolher até 30 amigos e páginas;
  • recente, com posts na ordem cronológica.

O grupo de pessoas e páginas favoritas também serão priorizados no feed tradicional, segundo o Facebook.

Aplicativo do Facebook vai permitir definir 30 amigos e páginas favoritos e exibirá abas na tela inicial para definir ordem dos conteúdos. — Foto: Divulgação/Facebook

Aplicativo do Facebook vai permitir definir 30 amigos e páginas favoritos e exibirá abas na tela inicial para definir ordem dos conteúdos. — Foto: Divulgação/Facebook

Ao G1, a empresa disse que a disponibilização dos recursos está acontecendo gradualmente a partir de hoje no mundo todo.

Controle de comentários

A companhia também vai adicionar controles sobre quem pode comentar em posts públicos.

Atualmente, ao postar um conteúdo público, qualquer pessoa pode interagir. O novo controle adiciona duas opções:

  • amigos;
  • perfis e páginas mencionadas no post.
Opção para escolher quem pode comentar em posts públicos no Facebook. — Foto: Divulgação/Facebook

Opção para escolher quem pode comentar em posts públicos no Facebook. — Foto: Divulgação/Facebook

A iniciativa é similar com um controle adicionado pelo Twitter em 2020.

Contexto sobre posts sugeridos

O Facebook vai mostrar mais contexto quando exibir publicações, grupos ou páginas sugeridos em seu feed de notícias.

Esses conteúdos são promovidos pela rede social com base em critérios como engajamento, tópicos relacionados e localização.

Contexto sobre posts recomendados pelo Facebook. — Foto: Divulgação/Facebook

Contexto sobre posts recomendados pelo Facebook. — Foto: Divulgação/Facebook

São posts de páginas e grupos que usuários não seguem, mas a companhia acredita que podem ser relevantes. Ao tocar no ícone de três pontos ao lado da publicação será possível visualizar os motivos da recomendação.

Algoritmos

O vice-presidente de assuntos globais do Facebook, Nick Clegg, publicou um texto na plataforma Medium abordando críticas sobre os algoritmos da rede social.

Segundo ele, não é do interesse financeiro ou de reputação da empresa “subir a temperatura e levar os usuários a mais conteúdo extremo”.

Clegg disse ainda que os algoritmos privilegiam o que as próprias pessoas decidem curtir ou seguir e que o “mundo personalizado do feed de notícias” é definido pelas ações e escolhas dos usuários.

As mudanças no Facebook acontecem uma semana depois que o seu presidente-executivo, Mark Zuckerberg, testemunhou ao Congresso dos EUA em uma audiência sobre desinformação.

Na ocasião, Zuckerberg foi questionado se a sua rede social teve responsabilidade na invasão de apoiadores do ex-presidente Donald Trump ao Capitólio em 6 de janeiro.

Ele afirmou que os responsáveis foram as pessoas que desrespeitaram a lei e citou Trump por incitá-los.

Em 2018, Zuckerberg afirmou que as pessoas se “envolvem desproporcionalmente com o conteúdo mais sensacionalista e provocativo” na rede social.

Em fevereiro passado, o Facebook anunciou um teste no Brasil e EUA para reduzir a quantidade de posts políticos no feed das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *