Segurança, Prefeitura de Plácido de Castro e classe empresarial discutem reforço do policiamento na fronteira

Visando coibir crimes contra o patrimônio, nesta quarta-feira, 31, o secretário de Estado da Justiça e Segurança do Acre, Paulo Cézar dos Santos, recebeu na sede da secretaria, em Rio Branco, representantes da associação comercial e da Prefeitura de Plácido de Castro, para discutir o reforço do policiamento naquela região de fronteira.

A reunião foi realizada ao ar livre, nas imediações da secretaria. Foto: Lília Camargo

Durante a reunião, realizada em ambiente aberto e respeitando o distanciamento social, os representantes sugeriram a interdição da ponte que liga o município à Bolívia durante o período de pandemia, a construção de uma guarita e o reforço do policiamento na região.

O prefeito Camilo da Silva explicou a necessidade: “Como já é sabido, criminosos se utilizam da região de fronteira para vender, no país vizinho, veículos oriundos de roubo. Muitas vezes as vítimas são moradores do nosso município e por isso viemos discutir estratégias para coibir esse tipo de crime na região”.

O secretário Paulo Cezar informou que, como medida de enfrentamento ao crime, será elaborado um planejamento de segurança específico para o município. Garantiu também a expansão do cerco eletrônico, para monitoramento de veículos em regiões de fronteira e ampliação do Grupo Especial de Fronteiras (Gefron), com a construção da base.

“Acreditamos que, com esse tipo de tratativas será possível melhorar a segurança pública do estado. Estamos atentos, ouvindo e buscando soluções. O uso da tecnologia auxilia na capital vai nos ajudar também nas regiões de fronteira, no interior; com o reforço do Gefron, com certeza teremos resultados”, afirmou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *