Cidade do Povo terá reforço policial após ataque de facção; diz Secretário de Segurança Paulo Cesar

O secretário de segurança pública, coronel Paulo Cézar, declarou à reportagem do ac24horas na tarde desta terça-feira (6), que após o confronto de organizações criminosas que resultou em uma morte e sete pessoas feridas na Cidade do Povo, o governo deverá intensificar ações de combate ao crime e reforço no policiamento da região.

Segundo o gestor, fazia mais de um ano (14 meses) que não havia confrontos dessa natureza no conjunto habitacional, no entanto, assumiu que as estratégias adotadas não foram suficientes para inibir as práticas criminosas. “Foram realizadas algumas ações no sentido de diminuir a criminalidade. As ações não foram suficientes para evitar que uma determinada organização criminosa viesse tentar dominar o território de uma outra organização”.

O coronel enfatizou que irá se reunir na tarde de hoje, com as equipes de inteligência da segurança, em busca de identificar os erros que levaram aos últimos acontecimentos, haja vista que o governo montou um núcleo de policiamento comunitário na localidade em 2020.

“A reunião visa aumentar o reforço policial e realizar as prisões dos principais líderes do crime organizado. “Para evitar novas ações desta natureza”, ressaltou.

Paulo Cézar encerrou dizendo que os confrontos entre as facções criminosas incomoda a pasta da segurança, porém, garantiu que as autoridades irá tomar as devidas providências. “Vamos fazer prisões cirúrgicas a exemplo do que já fizemos no ano passado”, encerrou.

Com informações do Ac 24 Horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *