Em decisão da 2ª Vara Federal do Acre ficou suspensa por meio liminar expedida na manhã desta quarta-feira, 14, a vacinação de todos os integrantes das forças de segurança pública no Acre.

A decisão se baseia na escassez de vacinas contra a COVID-19. Justiça Federal afirma ainda que a continuidade na aplicação da primeira dose pode esgotar ou reduzir consideravelmente o estoque de vacinas, além da possibilidade de ineficácia da primeira dose em caso de decisão de atendimento a outro grupo prioritário.

Sendo assim, a postergação de eventual decisão deferindo a suspensão da vacinação dos grupos de segurança pública somente após a manifestação da União e do Estado do Acre pode acarretar prejuízos aos grupos prioritários e risco de irreversibilidade do pedido liminar pleiteado”, diz trecho.

O caso será julgado com prioridade pela Justiça Federal, em razão do direito à prioridade em ações que defendam o direito à saúde de pessoas idosas, e o Estado do Acre e União têm prazo de 72 horas para se manifestar.