Luciana Lima de Matos, que estava desaparecida desde a última segunda-feira, 12, foi encontrada morta na tarde desta quinta-feira, 15, em um ramal localizado no KM 44, na BR-317, após o Complexo de Piscicultura Peixes da Amazônia. Ela foi encontrada em um matagal com apenas calcinha e sutiã.

O paradeiro da vítima foi descoberto após os moradores da Cidade do Povo interrogarem o cunhado de Luciana, que era casado com a irmã dela. Diego Marques Pereira, 30 anos, membro da facção Bonde dos 13, foi espancado até confessar o que fez com Luciana.

Ele revelou aos moradores e a Polícia que o corpo da vítima estava em um ramal. Uma guarnição da Polícia Militar foi até o local e constatou o fato. Ele assumiu que foi responsável pelo assassinato e revelou que no último final de semana estavam bebendo quando sua esposa resolveu dormir e ele ficou sozinho com a cunhada, quando ela desapareceu.

A vítima, que é do Estado do Mato Grosso, resolveu visitar a irmã na Cidade do Povo no último final de semana e foi dada como desaparecida pela família. Uma campanha nas redes sociais em sua procura foi iniciada desde segunda-feira, 12.