Por: HISTORY Brasil

Durante séculos, os humanos têm tentando confirmar se existe vida fora da Terra. Nesse caminho de investigação científica, não somente houve importantes avanços astronômicos, mas também apareceram teorias absurdas. Confira abaixo algumas dessas hipóteses estranhas levantadas na longa busca por vida alienígena.

Oceanos lunares

No século XVII, o telescópio de Galileu mostrou algo que influenciou na fascinação pela busca de vida alienígena: as manhas escuras da Lua. Naquele momento, os especialistas acreditavam que essas partes manchadas eram oceanos de água (presumivelmente capazes de abrigar seres vivos). Atualmente, sabe-se que esses “mares lunares” com formações de basalto escuro foram originados por erupções vulcânicas. 

Marcianos altos

Na década de 1870, por meio da utilização de telescópios potentes, o astrônomo William Herschel conseguiu determinar o tamanho de Marte, assim como a duração de seus dias e as estações. Além disso, ele também especulou sobre a presença de vida no Planeta Vermelho. Herschel teorizou que Marte era habitado por seres inteligentes que “provavelmente vivem uma situação semelhante à nossa”. Sua teoria prevaleceu por um século, com outros astrônomos afirmando que a vegetação marciana podia até ser observada nas regiões de cores mais claras.

População extraterrestre

Em 1848, Thomas Dick, professor de ciências e reverendo escocês, tentou estimar a quantidade de extraterrestres que poderiam habitar o Sistema Solar. Por meio de suas pesquisas, o especialista chegou à conclusão de que, se a densidade da população fora da órbita solar fosse parecida à da Inglaterra, poderiam existir cerca de 22 trilhões de alienígenas espalhados pelo universo.

Seres vivos lunares

Em 1835, o jornal New York Sun publicou uma série de reportagens sobre a incrível descoberta de vida na Lua. A novidade bombástica foi falsamente atribuída a um astrônomo conhecido da época, chamado Sir John Herschel. O cientista teria usado “lupas de hidrogênio” para identificar diversas espécies de seres vivos lunares. Entre eles, estavam animais fantásticos, como o urso com chifres e o castor bípede. “Ele carrega seus filhotes nos braços como um ser humano”, dizia a notícia que descrevia o castor. Depois de aumentar seu número de assinantes, o jornal admitiu discretamente que tratava-se de uma mentira.