Um erro fez com que 46 pessoas fossem vacinadas indevidamente contra a covid-19 em Itirapina (SP). Frascos da CoronaVac, vacina anticovid da farmacêutica Sinovac, foram enviados para um local onde se realizava a imunização contra a gripe.© Tânia Rêgo/Agência Brasil Doses da CoronaVac, vacina anticovid da Sinovac, foram enviadas para local onde se realizava vacinação contra a gripe

Receberam por engano a CoronaVac 28 crianças e 18 adultos –entre eles uma mulher grávida.

Nenhuma anormalidade foi detectada até o momento, de acordo com a prefeitura de Itirapina.

A administração afirmou que percebeu na 4ª feira (14.abr.2021), durante controle no estoque de vacinas anticovid, que faltavam 46 doses da CoronaVac.

Imediatamente verificou-se a possibilidade de erro praticado por uma técnica de enfermagem ao separar a caixa contendo os frascos da vacina, o que acabou confirmado”, disse a prefeitura em comunicado (íntegra – 108 KB).

Depois de detectar o erro, a Secretaria da Saúde da cidade entrou em contato com a Vigilância Epidemiológica de Piracicaba para receber orientações de como proceder.

As pessoas vacinadas indevidamente terão acompanhamento médico por 14 dias. Passaram por consultas médicas 26 delas, incluindo a mulher grávida, nessa 5ª feira (15.abr).

Todas as providências para a segurança dessas pessoas foram tomadas e, segundo orientação dos médicos especialistas consultados, o fato não traz riscos para a saúde dos envolvidos”, lê-se no comunicado da prefeitura.

“A Secretaria Municipal de Saúde informa ainda que as providências na apuração de responsabilidades, na área administrativa e legal, também já estão sendo tomadas.”