Max Verstappen venceu uma corrida espetacular neste domingo em Ímola. O holandês foi quase perfeito em meio ao cenário caótico desenhado pela chuva e alcançou seu primeiro triunfo na temporada. Lewis Hamilton se recuperou de um erro e terminou em segundo, à frente de um valente Lando Norris

A chuva que deu as caras em Ímola cerca de uma hora antes da largada do GP da Emília-Romanha mudou a história da segunda etapa da temporada 2021 da Fórmula 1. Teve de tudo na tarde deste domingo (18) no tradicional circuito italiano. Erro de Lewis Hamilton, batida fortíssima envolvendo George Russell e Valtteri Bottas, intervenção do safety-car e até bandeira vermelha. E teve também uma atuação de gala de Max Verstappen, que assumiu a liderança logo na largada e não foi mais superado. Nem mesmo um erro cometido antes da relargada tirou o brilho do holandês, que venceu pela primeira vez neste ano e pela 11ª vez na carreira na F1. Foi a primeira vitória de um piloto empurrado por motor Honda em Ímola desde o triunfo de Ayrton Senna no GP de San Marino de 1991.

Hamilton teve uma jornada de grandes emoções. Largou na pole, foi superado por Verstappen, mas desde então andou muito perto do holandês. Mas um erro capital na volta 31 resultou no fim de qualquer chance de vitória na prova. Ainda assim, Lewis se recuperou ao sair da curva Tosa, onde escapou com o carro e bateu a asa dianteira, de marcha ré. O heptacampeão foi ainda beneficiado pela bandeira vermelha e, após a relargada, escalou o pelotão ao partir da nona posição. Com uma grande recuperação, Lewis terminou na segunda posição.

A última ultrapassagem de Hamilton foi em cima de um aguerrido Lando Norris, um dos maiores nomes de todo o fim de semana em Ímola. O prodígio sobrou em relação ao seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo e andou por muitas voltas entre os primeiros colocados, sendo digno do título de Piloto do Dia do GP da Emília-Romanha.

Charles Leclerc flertou com o pódio em praticamente toda a corrida, mas não conseguiu resistir ao melhor ritmo de corrida da McLaren de Norris e foi o quarto colocado, seguido por Carlos Sainz, dono de outra grande corrida depois de ter largado em P11 para fechar em quinto. Daniel Ricciardo, apagadíssimo no fim de semana, foi apenas o sexto, fechando logo à frente da Aston Martin de Lance Stroll. Pierre Gasly, outro que teve uma jornada conturbada neste domingo, foi apenas o oitavo, seguido pela Alfa Romeo de Kimi Räikkönen, enquanto Esteban Ocon somou o primeiro ponto da Alpine no ano e foi o décimo.

Sergio Pérez, que pintou com chance de ser um dos protagonistas depois da incrível classificação de sábado, decepcionou e foi apenas P12, uma posição atrás da Alpine de Fernando Alonso. Já o tetracampeão mundial, Sebastian Vettel, abandonou no fim da corrida.

GRANDE PRÊMIO debate tudo sobre o GP da Emília-Romanha no BRIEFING, programa AO VIVO na GP TV, logo após a bandeirada final em Ímola.