O governador Gladson Cameli fez um pronunciamento em suas redes sociais sobre o lançamento do “Cartão do Bem”, destinado a famílias em vulnerabilidade social.

De acordo com Cameli, apesar da renda não ser grande, deverá aquecer a economia do país. “Para quem precisa faz toda a diferença, além de garantir o alimento na mesa, deverá aquecer a economia do Estado”, ressaltou.

O recurso utilizado no Auxílio do Bem vem de um empréstimo junto ao Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), de R$ 9,5 milhões. A previsão é que a ajuda chegue a quase 19 mil famílias consideradas invisíveis do ponto de vista social. A distribuição será feita aos municípios em proporção aos contingentes populacionais.

O auxílio foi aprovado na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na última quarta-feira, 14, por unanimidade. Segundo o PL, inicialmente, as pessoas que estão em dificuldade econômica, devido aos desdobramentos da pandemia de Covid-19, poderão receber o valor de R$ 150.