Após novo adiamento na inauguração da Ponte do Rio Madeira, localizada no distrito de Abunã, em Porto Velho, que havia sido prevista para o dia 29 de abril, o governador Gladson Cameli deverá solicitar ao presidente Jair Bolsonaro, para que ele autorize o tráfego de veículos no local.

As obras tiveram início há sete anos e custaram cerca de R$ 140 milhões. Depois de finalizada, a ponte vai facilitar o acesso ao estado do Acre. Iniciadas em 2014, chegaram a ser suspensas em alguns momentos devido a pandemia da Covid-19. Em julho de 2020, a estimativa de inauguração da ponte era para dezembro do mesmo ano, mas precisou ser novamente adiada

Segundo Gladson Cameli, o pedido se dá pelo longo tempo de espera da população dos estados do Acre e de Rondônia. “Eu tenho a seguinte concepção, mas, se eu fosse o presidente, já que ele quer inaugurar a Ponte dia 7, que seja mais que libere o tráfego no local. Vou fazer essa sugestão ao presidente”, declarou.

A ponte está em fase final de acabamento, estão sendo feitas as juntas de dilatação na pista, meio fio e pintura. Por último será instalada a sinalização. A liberação do tráfego de veículos, no entanto, depende da inauguração oficial, que ainda não tem data definida.

Info.: Ac24h