Favorito para ser o presidente da CPI da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD-AM) afirmou, no domingo (18), que o país não tomou as providências para impedir a entrada do vírus. Durante a entrevista à GloboNews, o parlamentar afirmou ainda que não está disposto a fazer “negociata” com o governo federal para mudar o escopo da investigação.

“Vamos chegar em uma semana a mais de 400 mil óbitos. Em outubro de 2019, todos os cientistas, as pessoas que trabalhavam no Ministério da Saúde já sabiam que a pandemia ia chegar no Brasil O Brasil não fez absolutamente nada para impedir a entrada do vírus no início. E eu vou ficar pensando em negociata com o governo? Com pessoas morrendo de oxigênio no meu estado? Não tem como”, afirmou.

Na sexta (16), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que o início dos trabalhos da CPI da Covid devem iniciar em 22 ou 27 de abril.