No Acre, uma criança convive com um câncer em estágio avançado no olho esquerdo há cerca de quatro anos. E os pais pedem ajuda para custear o tratamento do filho. A poucos dias, os pais do pequeno Gabriel Sales receberam a notícia de que ele não poderá passar por cirurgia.

Após quatro anos fazendo quimioterapia e radioterapia, os pais do menino receberam a informação de uma especialista de que ele não pode ser submetido a uma cirurgia, que até então, era a única esperança para que o paciente pudesse ter uma vida mais saudável.

Segundo a família, a informação repassada é de que a remoção do tumor pode pôr em risco a vida da criança, que tem todo o lado esquerdo do rosto encoberto por células cancerígenas. Com o avanço do tumor sobre uma das narinas, a respiração do menino está comprometida. Parte dos lábios e boca também foram afetados, tornando difícil a alimentação de Gabriel.

A família é natural do município de Boca do Acre–AM, mas vivem em Rio Branco há quatro anos, na casa de parentes, onde vieram buscar tratamento na Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia – Unacom.

Rosemildo, pai do pequeno Gabriel, relata que o filho sente muitas dores e só dorme mediante administração de Clonazepam, sedativo. Sem poder fazer muito, em casa os pais seguem orientações médicas para cessar o sangramento na face da criança. Nas redes sociais, internautas solidários a situação do menino, compartilham a corrente por ajuda financeira. Disponibilizando os dados bancários para que as pessoas depositem qualquer quantia para ajudar no tratamento de Gabriel.