O rover Perseverance foi pioneiro em mais uma atividade em solo marciano. Depois de gravar o primeiro vídeo de Marte e fazer o primeiro helicóptero autônomo decolar por lá, ele agora é o primeiro equipamento feito pelo ser humano a produzir oxigênio no planeta.

A conquista foi confirmada nesta quarta-feira (21) pelo Jet Propulsion Lab, o setor da NASA responsável pela construção e movimentação do veículo, depois de o experimento ser realizado no dia anterior.

O responsável pelo procedimento é um componente que fica na lateral superior direita da Perseverance, batizado de MOXIE. A sigla, em português e com tradução livre, significa Experimento de Utilização de Recursos In Situ de Oxigênio em Marte.

Qual a utilidade?

Gerar oxigênio a partir de uma substância já presente em Marte é vista como uma enorme conquista pela agência espacial. Esse processo é muito mais seguro, barato e rápido do que transportar enormes quantidades do elemento a partir de foguetes, por exemplo.

Ao todo, nesse primeiro experimento, foram produzidas 5 gramas de oxigênio —  o que seria equivalente a uma reserva de ar respirável de 10 minutos para um astronauta. A capacidade máxima do equipamento é de gerar 10 gramas/hora.

O gráfico de produção de oxigênio do rover.O gráfico de produção de oxigênio do rover.Fonte:  NASA 

Esse procedimento possui duas grandes possibilidades de uso. Uma delas é a mais óbvia: gerar reservas de ar para que os astronautas (e eventuais futuros colonizadores) respirem a partir de um ambiente controlado ou traje espacial.

A segunda é ter oxigênio suficiente para permitir uma decolagem de um foguete de Marte — algo que exige a queima de altas quantidades desse elemento. Por enquanto, a capacidade de extração do equipamento não é o suficiente para garantir nenhuma dessas funções, mas a própria NASA compreende que este é apenas o primeiro passo de uma série de experimentos.

Processo delicado

A Perseverance não é capaz de “criar” oxigênio. Na verdade, o que ela faz é coletar o dióxido de carbono (CO2) que existe em abundância na atmosfera marciana, separando os elementos a partir de processos químicos e que usam eletricidade.

Como resultado o oxigênio (O) é armazenado, enquanto o monóxido de carbono (CO) restante é devolvido para Marte.

MOXIE.MOXIE.Fonte:  NASA 

A MOXIE é uma caixa do tamanho da bateria de um automóvel que tem uma composição bastante especial: ela precisa ser capaz de suportar a alta temperatura gerada pelo processo de extração — 800 ºC. Por isso, ela é feita de ligas de níquel impressas em 3D e um aerogel que impede a dissipação de calor.

Uma camada leve e externa de ouro reflete o calor e permite que o resto da Perseverance não suba de temperatura e seja danificada.