Alguns serviços de saúde ficaram comprometidos por conta da pandemia da Covid-19 no Acre. Com as atenções, investimentos, insumos e equipamentos voltados principalmente para tratar as pessoas infectadas pelo novo Coronavírus, a saúde acabou suspendendo as cirurgias eletivas, que são os procedimentos cirúrgicos que não são considerados de urgência e emergência.

Ocorre que com o passar dos meses, o número de cirurgias eletivas vai aumentando. Na semana passada, vereadores de Cruzeiro do Sul estiveram em Rio Branco reivindicando a volta dos procedimentos.

Na manhã desta sexta-feira, 23, o presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Nicolau Júnior, esteve no Hospital da Criança e da Mulher em Cruzeiro para anunciar a volta das cirurgias ginecológicas eletivas.

“Fizemos essa intermediação enquanto parlamentar e hoje trouxemos essa informação de que o governador Gladson Cameli autorizou e Cruzeiro do Sul vai receber um mutirão de cirurgias em breve para atender as mulheres aqui da nossa região que precisam desse tipo de cirurgia. A ideia é que os profissionais venham agora no início de maio já para iniciar as consultas e procedimentos”, afirma o presidente da Aleac.

A expectativa é que sejam realizadas 400 cirurgias atendendo a demanda reprimida da região do Juruá.

Nicolau ainda agradeceu aos vereadores de Cruzeiro do Sul que estiveram na reunião desta sexta, o secretário da Casa Civil do governo, Flávio Pereira, e a direção do Hospital da Criança e da Mulher.