SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Titular do Real Madrid no empate contra o Chelsea, válido pela ida da semifinal da Liga dos Campeões, o lateral Marcelo tem um problema para resolver e estar presente no jogo de volta, que será realizado na próxima quarta-feira (5), na Inglaterra.

Segundo o jornal El Mundo, o brasileiro foi convocado para participar da mesa de votação nas eleições para a Assembleia de Madri -o evento vai acontecer um dia antes da partida. O atleta tem a cidadania espanhola desde 2011.

Até o momento, portanto, Marcelo só poderia viajar para Londres horas antes do confronto, já separado do restante da equipe. Este deslocamento às pressas, no entanto, pode ser inviável diante dos protocolos de Covid-19.

O departamento jurídico do Real Madrid, ainda de acordo com o veículo, está trabalhando para convencer a mesa eleitoral a liberar o jogador de seus compromissos, mas até o momento os pedidos foram rejeitados.

As regras da mesa eleitoral mostram que ausências só poderão existir mediante participação em “eventos públicos”, prestação de “serviços essenciais” e “envolvimento direto na cobertura das eleições”.