SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A influenciadora Mayra Cardi, 37, foi as redes sociais para rebater críticas após ter contado que ficou sete dias em jejum. “Fiz jejum de sete dias. Com supervisão e com a finalidade de saúde, alma, oração e estudos”, começou.

“Quem quiser saber mais, tem uma live com o profissional do meu IGTV”, explicou ela. “Não fiz para emagrecer porque sou contra jejum para emagrecer. Tenho dois programas de emagrecimento e nenhum usa jejum. Sem mais!”, completou a influenciadora em seu Twitter.

Além disso, ela afirmou que “as coisas foram tiradas completamente de contexto”. Em seu Instagram, ela fez uma publicação dando mais detalhes do jejum. “Eu não fiz nem sou a favor de fazer jejum para emagrecer! Jamais faria”, escreveu a ex-mulher de Arthur Aguiar, 32.

Ela afirma que colocou artigos científicos que comprovam os benefícios de se fazer jejum, e ainda completou: “quero que um ser humano me apresente um artigo científico que comprove que jejum faz mal, ou seja, ao contrário que aí sim eu mudo de opinião sem problema algum.”

A polêmica começou na noite desta quarta-feira (28) quando Cardi fez uma publicação dizendo: “sete dias de jejum e eu não imaginava que iria ser tão mágico”. “Queria ficar mais dias, pois ainda não tenho fome, mas eu obedeci sendo um primeiro de sete dias”, continuou.

Muitos internautas criticaram a publicação e o jejum feito pela influenciadora. “A gente tá falando de alguém que está publicamente promovendo transtorno alimentar para 6 milhões de pessoas”, escreveu a youtuber Laura Sabino.