A prefeitura de Rio Branco anunciou que irá atender a nota técnica do Ministério da Saúde, onde orienta aos municípios a inclusão de grávidas e puérperas na lista de vacinação contra a Covid-19.

As mulheres grávidas e puérperas, que são mulheres que deram à luz em um período em média de até 45 dias, além das pessoas com comorbidades, devem fazer o cadastro para serem vacinadas em Rio Branco assim que tiver início a imunização de pacientes com comorbidades de 18 a 59 anos.

Em Rio Branco, por falta de vacina suficiente, a campanha ainda continua atendendo a faixa de idosos acima dos 60 anos. A previsão para o início da vacinação do público com comorbidade é maio.

Para poder se vacinar, a pessoa que tem alguma doença pré-existente que a torne do grupo de risco, além das grávidas e puérperas, precisam fazer um cadastro em uma unidade de saúde. É necessário comparecer a uma URAP ou Unidade Básica de Saúde com um documento de identificação, comprovante que esteja grávida ou deu à luz recentemente e o cartão do SUS. Nos casos de pessoas com comorbidades, é necessário laudo médico que ateste a doença.