Príncipe Harry sente-se “arrependido e envergonhado” por ter atacado a família na entrevista que deu a Oprah Winfrey, enquanto a mulher, Meghan Markle, está na sua “zona de conforto”, revelou o biógrafo real Duncan Larcombe.

Segundo o próprio, o duque de Sussex agiu de “cabeça quente” sem prever as consequências dos seus atos. 

“O Harry estava claramente magoado e zangado com a experiência de Meghan junto a realeza – e usou a entrevista para jogar isso para fora”, disse o especialista ao jornal The Sun. 

“Mas depois de voltar a casa [no funeral do avô, o príncipe Filipe], não tenho dúvidas que ele tenha se sentido envergonhado, arrependido e estranho. Agora está enfrentando as consequências. Acredito que venha a se arrepender dessa entrevista – e talvez da sua decisão em sair da família real”, declarou.

Contudo, os sentimentos do príncipe não vão ao encontro dos da companheira, Meghan, que vive a melhor fase na sua “zona de conforto”, a Califórnia. 

“O sonho dela sempre foi Los Angeles. Por isso, estes dois sentimentos – a Meghan entusiasmada com o futuro e o Harry nostálgico com a sua velha vida – causam tensão entre eles”, referiu Larcombe. 

“Não consigo ver como é que Harry pode viver esta vida e manter as coisas harmoniosas com a família dele”, concluiu, notando que será difícil para o príncipe conciliar os dois mundos. 

Leia Também: Príncipe Harry entregou anel de Diana para William e Kate, diz fonte