O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) anunciou nesta terça-feira (6) que suspendeu as provas para seleção de profissionais para atuar na coleta de dados para o Censo Demográfico.

A decisão é motivada pelo corte de R$ 1,7 bilhão na verba total destinada para a realização da pesquisa no Orçamento de 2021 aprovado pelo Congresso Nacional. Segundo o IBGE, o valor corresponde a cerca de 96% do custo estimado para o estudo.

“O IBGE comunica que as provas objetivas referentes aos Processos Seletivos Simplificados (PSS) para os cargos de Agente Censitário Municipal (ACM) e Agente Censitário Supervisor (ACS) e Recenseador não serão realizadas nas datas previstas de 18/04/2021 e 25/04/2021, respectivamente”, indicou.

O órgão afirma que vai avaliar com o Cebraspe, entidade responsável pela aplicação dos exames, um novo planejamento para aplicação das provas, a depender de um posicionamento do Ministério da Economia.

O processo seletivo para atuar na elaboração do Censo Demográfico de 2021 iria escolher 204.307 profissionais. A maior parte das vagas abertas (181.898) são destinadas para o cargo de recenseador e as demais seriam divididas entre Agente Censitário Municipal e Agente Censitário Supervisor.

O número de vagas disponíveis era 2,15% inferior em relação ao processo aberto no ano passado para a realização do mesmo estudo, que acabou adiado para 2021 devido ao avanço da pandemia do novo coronavírus.