Após reunião, o governo do Acre e a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil (EUA) irão realizar convênios para o desenvolvimento de programas nas áreas da segurança, educação e meio ambiente, além de iniciativas de auxílio aos imigrantes venezuelanos.

O assunto foi tratado em uma reuni entre governador Gladson Cameli e o embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapan, nesta terça-feira, 11, na residência do embaixador, em Brasília.

Gladson solicitou apoio do embaixador para iniciativas voltadas para o desenvolvimento do Acre, destacando o seu potencial neste sentido, “especialmente pela proximidade com os portos do Oceano Pacífico e por já contar com a estrutura viária pronta, inclusive com a inauguração da ponte sobre o Rio Madeira, que conecta o estado, via terrestre, às demais regiões do país”.

Gladson Cameli destacou, também, que seu objetivo é o desenvolvimento sustentável do Acre, garantindo avanços com a preservação do meio ambiente. “O Acre pode receber os investimentos necessários para o seu desenvolvimento sem precisar derrubar mais nada da floresta”, disse, relacionando iniciativas voltadas à preservação ambiental e combate ao desmatamento ilegal, incluindo um sistema de inteligência de fiscalização que reúne os órgãos envolvidos no processo.

De acordo com o embaixador Todd Chapman, a embaixada conta com recursos para aplicar nas áreas tratadas com o governador do Acre e, para a realização dos convênios, o governo precisa apresentar as iniciativas dentro dos critérios estabelecidos para esses investimentos.

Vacinas

Cameli aproveitou a oportunidade e solicitou ao embaixador Chapman a doação de vacinas contra a Covid-19 para o Acre e fez a seguinte sugestão: “que empresas daquele país que já tenham vacinas com uso autorizado pela Anvisa, transformem o Acre em uma iniciativa-piloto de sucesso, imunizando toda a população do estado”.

O embaixador explicou que a questão das vacinas é tratada entre as empresas e o Ministério da Saúde, mas ficou de analisar a viabilidade da proposta da iniciativa-piloto de imunização em massa da população acreana.