RORAIMA| Na noite desta segunda-feira (10) três garimpeiros morreram e quatro ficaram feridos em um conflito armado. Um indígena também ficou ferido com um tiro na cabeça, mas sobreviveu ao ataque. O fato aconteceu no município de Alto Alegre, no Norte de Roraima.

De acordo com o presidente do Conselho de Saúde Indígena Yanomami e Ye’kuanna (Condisi-Y), Junior Hekurari Yanomami, o indígena que foi ferido não corre risco de vida.

Segundo relatos, os indígenas foram atacados após apreenderem materiais que iam para o garimbo. “É um local de passagem dos garimpeiros, onde levam gasolina e alimentam todos os locais dos garimpos. As próprias comunidades fizeram barreiras, estão colocando dificuldade e estão sofrendo retaliação”, disse Hekurari.

Ainda de acordo com o presidente os indígenas estão com muito medo de serem atacados novamente. “Está um clima tenso, estão com muito medo. Não sei como vai ficar hoje. Todos estão com medo. Homens vão fazer o possível para manter a segurança deles” disse.


Em um relatório enviado ao Ministério Público Federal (MPF), Hekurari pede uma ação por parte dos órgãos, após a situação entre indígenas e garimpeiros se agravar “diante da inércia da União, de seus órgãos e autarquias”. A polícia Federal esta investigando o caso.

Com informações de: G1