Acompanhados da Polícia Militar, fiscais da prefeitura de Rio Branco derrubaram na noite deste sábado (15) várias lojas do comércio popular da capital no Calçadão da Benjamin Constant localizadas na frente do Colégio Acreano.

Lojistas foram pegos de surpresa com a ação do Município. Alguns deles foram ao local pedir explicação aos fiscais, porém em vão.

Ao Notícias de Hora, a prefeitura informou que “cem por cento dos camelôs instalados naquele local até dezembro do ano passado foram contemplados com lojas no Aquiri Shopping e outras pessoas se instalaram no espaço comercial porque as lojas na foram removidas e passaram a pagar aluguel, de forma irregular, aos antigos permissionários”.

“A atual gestão, em respeito a estes trabalhadores, promoveu duas reuniões com a comissão que os representa e propôs a saída negociada do local, comprometendo-se em apresentar uma solução em até 30 dias, período em que fará um levantamento detalhado sobre a condição de cada camelô, procurando identificar aqueles que realmente estão necessitados e que não foram contemplados com lojas no Aquiri Shopping. A não remoção daquelas barracas tem elevado a tensão no local, tendo em vista que os outros comerciantes presentes na região exigem a retirada das mesmas”, afirma a prefeitura de Rio Branco.