O corpo encontrado em estado avançado de decomposição no dia 29 de abril em uma fazenda na rodovia AC-10, conhecida como Estrada de Porto Acre, na zona rural de Rio Branco, foi enterrado sem identificação.

O Instituto Médico Legal (IML) ainda tentou localizar familiares da vítima, mas como ninguém apareceu para fazer o reconhecimento, o cadáver foi enterrado no último dia 10 em Rio Branco.

O cadáver foi achado por moradores após vários urubus circularem pelo local. A vítima estava com parte do corpo submerso em um açude.

Conforme o IML, o corpo da vítima não tinha marcas de violência e aparentava ser um homem com idade entre 30 e 40 anos. Pelo que foi observado pelos peritos, o homem teria morrido cerca de dois dias antes do corpo ser encontrado por populares. O laudo do IML confirmou que o homem foi vítima de um afogamento.