Uma antiga residência do casal Kurt Cobain (1967-1994), do Nirvana, e de Courtney Love, do Hole, está à venda por US$ 998 mil (cerca de R$ 5,3 milhões) em Los Angeles, na Califórnia. Os dois alugaram a propriedade em 1992, ano de nascimento de Frances Bean Cobain, filha do casal.

O jornal Los Angeles Times afirma que o local está abandonado e em ruínas. Construída em 1921, a casa tem influência asiática e mantém as características originais e detalhes únicos, segundo anúncio no site de venda, que destaca ainda que “a propriedade está em péssimo estado e precisa passar por uma grande reforma”.
De acordo com o documentário de 2011 “Hit So Hard”, Cobain escreveu a maior parte do terceiro e último álbum de estúdio do Nirvana, “In Utero”, na residência. O disco foi lançado em setembro de 1993, meses antes da morte do cantor. Ao longo dos anos, diz o jornal, fãs de Cobain e youtubers visitaram a morada decrépita para homenagear o ícone do rock falecido.

Apesar do alto valor e do estado de conservação, a casa possui uma sala de estar de dois andares com uma escadaria dramática e quatro conjuntos de portas francesas que se abrem para um deck com vista panorâmica de Hollywood

No piso superior existem dois quartos e uma casa de banho. A propriedade ainda tem bastante área verde e recebe bastante luz natural, além de um apartamento no andar inferior. A conexão com Cobain não é o único chamariz da propriedade.

Há uma chave para um marco notável de Hollywood: a High Tower, uma torre de pedra de cinco andares e 30 metros de altura que abriga um elevador antigo construído no estilo de um campanário italiano.
Kurt Cobain lançou três álbuns de sucesso como o vocalista do Nirvana: “Bleach”, “Nevermind” e “In Utero”. Alimentada por sucessos como “Smells Like Teen Spirit” e “Come as You Are”, a banda vendeu mais de 75 milhões de discos e foi incluída no Hall da Fama do Rock and Roll em 2014.

De acordo com a Variety, Love tem um histórico de deixar casas em condições piores que as encontradas. Em 2011, ela foi despejada de uma casa alugada na cidade de Nova York devido a “alterações decorativas não autorizadas”, bem como danos causados por incêndio.