O ator Jesse Williams, 39, falou de sua saída da série “Grey’s Anatomy” e sobre a possibilidade de um spin-off do drama médico. O intérprete de Jackson Avery permaneceu por 12 temporadas junto aos seus colegas na série.

A entrevista foi concedida ao site Deadline, que cobre as novidades do cinema e da TV dos EUA. Nela, Williams comentou sobre o desenvolvimento de sua personagem ao longo dos anos e como se deu o movimento para deixar o drama.
Ao falar sobre seu personagem, o ator citou uma conversa que teve com Krista Vernoff, autora de “Grey’s Anatomy”. “Ele [Avery] não se conhece e é importante dar exemplos e tentar fazer algo a respeito. Acho que concordamos, Krista e eu, que esse personagem não pode ficar aqui [na série]”, disse sobre os dilemas vividos pelo médico na trama.

*Cuidado, o trecho a seguir contém spoilers da série*

Ao final de sua participação no drama televisivo, Williams lembra que seu personagem está se mudando para Boston, e que sua ex-mulher, April Kepner, está se mudando para lá também para que ele possa ficar junto de sua filha. Nesse momento, ela revela que se separou de seu marido.

Na trama, o médico resolveu assumir a liderança da Fundação Avery, em busca de mais igualdade racial, principalmente no que se refere ao meio médico no meio médico. Com esse processo de busca por si mesmo que Jackson passa, sua conexão com April seria um elemento importante para um spin-off da série.

“Sim, eu acho que é bem possível que ele reacenda uma conexão romântica com sua ex-esposa, eles são muito bons juntos. Mas o mais importante que ele precisa disso é amizade, bondade, paciência e compreensão. E eu acho que ele vai conseguir isso com ela e será capaz de compartilhar, dar e retribuir também”, disse sobre a possível continuidade da história dos dois.

SAÍDA
O episódio que crava a despedida do ator do elenco principal da série foi intitulado “Tradition”. A história da saída do ator começou a ser contada no episódio exibido em 6 de maio, onde Jackson encontra April Kepner, sua ex-esposa, interpretada por Sarah Drew, personagem que já deixou a série.

“Serei eternamente grato pelas oportunidades ilimitadas que me foram oferecidas por Shonda [Rimes], a rede, o estúdio, os colegas de elenco, nossa incrível equipe, Krista [Vernoff], Ellen [Pompeo] e Debbie [Reynolds]”, disse o ator a People.

“Como ator, diretor e pessoa, tenho tido a sorte de aprender tanto com tantos e agradeço aos nossos lindos fãs, que nos dão tanta energia e apreciam nossos mundos compartilhados”, continuou o artista na entrevista.

“A experiência e a resistência nascidas da criação de quase 300 horas na televisão líder mundial é um presente que levarei para sempre. Estou imensamente orgulhoso de nosso trabalho, nosso impacto e de estar avançando com tantas ferramentas, oportunidades, aliados e queridos amigos”, afirmou.

O ator chegou a dirigir três episódios de “Grey’s Anatomy” e poderá ser visto no episódio “Race” da série “Rebel”, um drama inspirado na história de Erin Brockovich. Além disso, ele também foi um dos produtores de “Two Distant Strangers”, da Netflix, vencedor do Oscar de melhor curta live-action.