Com a chegada de 19.500 doses da Astrazeneca/Fiocruz e 2.340 da Pfizer, enviadas pelo Ministério da Saúde, o governo dará a início a imunização de novos grupos prioritários, dentre eles, estão: presos, professores, e servidores do transporte aéreo. A declaração foi feita nesta quarta-feira, 26, pela coordenadora do Plano Estadual de Imunização no Acre, Renata Quiles.

Renata destacou que antes será realizada uma reunião com as equipes de saúde dos 22 municípios. “Daremos início à vacinação dos trabalhadores da educação básica, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, força de segurança e salvamento e Forças Armadas, além dos trabalhadores de transporte aéreo”, explicou.

A coordenadora alerta que as doses não são suficientes para atingir o quantitativo geral dos grupos prioritários. Para ela, apenas 22% serão beneficiados com as doses do imunizante. “Não conseguiremos atender 100% desse público, mas seguimos avançando na campanha e daremos continuidade à imunização conforme formos recebendo do Ministério da Saúde”, encerrou.