Rio Branco avança para a 4ª fase de imunização contra a Covid-19 nesta segunda-feira (31) e inclui nove novos grupos prioritários no processo de vacinação. A vacinação ocorre em dez unidades de saúde da capital.

Além de seguir com a imunização de pessoas com comorbidades a partir dos 18 anos, grávidas e mulheres no período pós-parto com doenças pré-existentes, a Secretaria de Saúde de Rio Branco inicia a vacinação de trabalhadores da Educação, das Forças Armadas, de pessoas em situação de rua e outros grupos, todos com idade a partir dos 59 anos.

Já as pessoas que precisam tomar a segunda dose da vacinação, conforme data descrita na carteira de vacina, devem procurar o drive-thru, montado no antigo pátio do Detran-AC, em frente ao 7º BEC.

Público-alvo

  • Trabalhadores da Educação (municipal, estadual e federal) – a partir dos 59 anos
  • Trabalhadores do transporte coletivo (rodoviário, urbano e de longo curso) – a partir dos 59 anos
  • Trabalhadores do transporte aéreo – a partir dos 59 anos
  • Trabalhadores das indústrias – a partir dos 59 anos
  • Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) – a partir dos 59 anos
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade – a partir dos 59 anos
  • Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas – a partir dos 59 anos
  • Pessoas em situação de rua – a partir dos 59 anos
  • Presos – a partir dos 59 anos
  • Grávidas e puérperas com comorbidades
  • Pessoas com comorbidades – a partir dos 18 anos
  • Pessoas com síndrome de Down – a partir dos 18 anos;
  • Pacientes renais crônicos que fazem tratamento de hemodiálise – a partir dos 18 anos;
  • Pessoas com deficiência permanente – a partir dos 18 anos.

Pontos de vacinação

  • Urap Bacurau
  • Urap Valdeisa Valdez
  • Urap Eduardo Assmar
  • Urap Rosângela Pimentel
  • Urap Vila Ivonete
  • Urap Roney Meirelles
  • Urap Hidalgo de Lima
  • Urap Claudia Vitorino
  • Urap São Francisco
  • Policlínica Barral y Barral

Segunda dose

  • CoronaVac

O intervalo ideal é de 28 dias entre as doses da CoronaVac. Um estudo do Butantan mostrou que a eficácia da vacina foi de 62% com intervalo de 21 a 28 dias, contra 50% com intervalo de até 21 dias.

  • AstraZeneca

Já estudos clínicos da Oxford/AstraZeneca apontaram uma eficácia de 82,4% com a segunda dose, em um intervalo de três meses após a primeira dose.

  • Pfizer

O ministério recomenda que a vacina seja administrada em um intervalo de 12 semanas (três meses). Em nota técnica, a pasta informa que o intervalo maior foi recomendado com base em estudos feitos no Reino Unido – o país optou por aumentar o espaçamento no início da campanha de vacinação, por causa da escassez de doses.

Já a bula do fabricante diz que o imunizante deve ser aplicado em um “intervalo maior ou igual a 21 dias entre a primeira e a segunda dose”.

Vacinação no Acre

De acordo com informações do portal de transparência do governo, o Acre recebeu 341.300 doses de vacinas e foram aplicadas 190.453 até esse domingo (30), sendo 136.176 da primeira dose e 54.277 da segunda. Rio Branco aplicou 88.278 doses e Cruzeiro do Sul 21.303.

Segundo o governo, o número de doses aplicadas que consta no portal refere-se aos dados já inseridos no sistema do Ministério da Saúde, cujas atualizações são realizadas pelos municípios. Por isso, pode haver atraso nas informações.

G1.com/acre