A importância de incluir a atividade física na rotina ganhou destaque durante a pandemia. Além dos benefícios para a saúde, com a prevenção de doenças crônicas como obesidade, hipertensão e diabetes, a ciência comprovou que ter uma vida ativa mantém a imunidade em alta.

Mas os dados sobre o sedentarismo são alarmantes: antes da Covid, cerca de 50% da população já não se movimentava o mínimo necessário para a manutenção da saúde. E estima-se que, no último ano, esse índice de sedentarismo tenha aumentado.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), além do coronavírus, o mundo vive uma outra pandemia: a de inatividade. Dados da OMS apontam que até cinco milhões de mortes por ano poderiam ser evitadas se a população fosse mais ativa.

Para tentar reverter esse quadro no país, o Comitê Esporte do Grupo Mulheres do Brasil lançou o Movimento Corpo Ativo, um desafio prático para estimular pessoas a completar 100 minutos de qualquer tipo de exercício físico ou atividade esportiva entre os dias 6 e 20 de julho.

O grupo Mulheres do Brasil, liderado pela empresária Luiza Trajano, conta com quase 100 mil mulheres de diversos setores da sociedade civil e tem como objetivo a busca de melhorias para o país. No Movimento Corpo Ativo, todos são bem-vindos: mulheres e homens.

“Vale qualquer tipo de exercício: caminhada, corrida, ginástica, yoga, dança, andar de bike, nadar… Todo movimento conta”, diz Patrícia Medrado, ex-tenista profissional e líder do Comitê Esporte

Os kits de participação do Movimento Corpo Ativo custam entre R$ 19,90 e R$ 79,90 (inclui camiseta, medalha e caneta ecológica, número de peito, papel semente para plantio e acesso a aulas virtuais). As inscrições podem ser feitas no site betasports.com.br/movimento-corpo-ativo. E você pode comprar kits a mais e doar para duas instituições parceiras: o Instituto Josefina Bakita e o Instituto Energia.

O movimento também conta com um fórum que reúne personalidades, profissionais de saúde e atletas. Esse evento começou na semana passada, com transmissão pelo YouTube do Grupo Mulheres do Brasil. As discussões realizadas nos dias 8 e 10 estão gravadas. As próximas serão nos dias 15 e 17de junho, às 19h30.

Entre os temas, os riscos e prejuízos do sedentarismo, os benefícios de se ter hábitos saudáveis e a importância de enfrentar o assédio no esporte. Entre os nomes confirmados estão Monja Coen, monja zen budista, Simone Xavier, árbitra da FIFA, e Sara Velloso, autora do livro “Seis Corridas”.

Fonte: MSN