O período da gestação é encarado pelas mulheres de maneiras muito diferentes. As reações no corpo, na mente e no espírito também variam de uma para a outra. São diversos fatores, além da questão hormonal, que traz um período de grandes mudanças na vida delas.Conheça técnicas de preparação para o parto saudável© Shutterstock Conheça técnicas de preparação para o parto saudável

Por isso, além de uma boa alimentação, os exercícios físicos também são muito importantes nessa fase da vida. Segundo Samorai, personal trainer e especialista em movimentos e treinamento 3Dimensional, é necessário entender que todo o processo de gestação até o parto é uma performance que exige uma preparação.

“Quando pensamos em gestantes, sem dúvidas é alguém que terá uma trajetória longa pela frente e não se resume só ao tempo de gestação, vai muito além porque o filho traz novas rotinas, cuidados, estresse que até então não tinham, além também das adaptações com o bebê, pois quando a criança tem horas de sono mal dormidas influencia na rotina da mulher”, explica ele.  

O Samorai ressalta ainda os benefícios de cada exercício recomendado para esse período de gestação. “Mobilidade é uma das coisas mais importantes para a gestante. Se você já tem uma mobilidade bem desenvolvida, isso vai te ajudar muito, mas mesmo que você não tenha, é possível trabalhar durante a gestação. Esse ganho de mobilidade é muito importante”, completa ele.

A mobilidade pode ser dividida em dois campos, a mobilidade global e local, para um trabalho 3Dimensional do corpo. Um exemplo  é o exercício de mobilidade local de toráxica, em que a mulher fica com uma mão para cima e outra para frente, além de outras mobilidades mais voltadas para o quadril, que é fundamental para a gestação e o parto.

Um exercício de força por exemplo, é ficar agachada, mover o corpo nos três planos para frente e trás, de um lado ao outro e rodar. Além de dar sustentação para a gestante durante a gravidez, ainda se prepara para o parto. Essa é uma posição que exige do corpo, então é necessário força, potência e mobilidade para chegar nela, que é uma das melhores posições para parto. Uma opção para quem não consegue ficar de cócoras é usar um apoio, como um espaldar ou o TRX, o que torna esses movimentos um pouco mais fáceis.

Todos esses exemplos trabalham força,principalmente da cadeia posterior, então uma boa dica é virar os pés para fora e usar o kettlebell. “Com gestantes, normalmente trabalho com várias posições de pés, mas dou um reforço sempre na posição do pé para fora porque vai ajudar na hora do parto”.  Esse exercício trabalha a região da lombar e glúteo, que precisam estar fortes para compensar a barriga que vai crescer.

Outra opção para trabalhar a força é o agachamento unilateral, pois estimula mais estabilidade de quadril, abdômen e tronco. Após o nascimento do bebê, a mãe carrega-o muito no colo, então é necessário um fortalecimento para isso. Esse posicionamento do kettlebell é muito similar ao carregar do bebê no colo do ponto de vista das exigências do corpo.

Posição de cócoras e exercícios de grande mobilidade são importantes também porque para a criança tudo é no chão, então a mãe precisa agachar o tempo todo. Aquelas que não tiverem essas mobilidades sentem muito na hora de agachar.

O swing com kettlebellsé um exercício de potência, força e resistência, também muito focado na cadeia posterior do corpo, que mais será exigida com a gestação. Já o snatch com kettlebellsé um tipo de exercício mais avançado. Para quem já está acostumada a fazer bastante exercícios, treina há bastante tempo, esse um exercício recomendado também, como o swing, para toda a cadeia posterior, porém, mais intenso.

Há também os relaxamentospara soltar a lombar e o quadril, já que a mulher pode sentir dor durante a gestação, uma vez que a barriga pesa. Essas práticas no chão são fundamentais para soltar um pouco a coluna. A respiração também será essencial durante o parto, principalmente para poder acalmar e manter a mãe concentrada e focada na tarefa que ela terá que desenvolver.

Fonte: MSN