SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A ex-BBB e apresentadora Rafa Kalimann, 28, usou o Twitter na tarde desta terça-feira (17) para dizer que não votou no presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nas eleições de 2018. Ela, que não costumava entrar em discussões públicas sobre política, reagiu ao comentário de um internauta.

“E você foi à urna? Porque nunca votei e nunca votaria nele!”, escreveu Rafa em resposta a um internauta que questionou seu voto após postar uma mensagem sobre perda de liberdades individuais, ciência, mulheres e a comunidade LGBTQIA+.

“Tem certeza Rafaela? Porque o que corre nos bastidores da moda aqui em Fortaleza é que quando tu veio fazer um trabalho aqui, deixou bem claro em quem votaria, deixa de se passar”, publicou um internauta.

Uma eleitora do presidente escreveu: “Vou usar minha liberdade e deixar de te seguir. Fui às urnas em 2018 e em 2022 votarei novamente em Bolsonaro”. Outra escreveu “Vai gado…E Bolsonaro não é presidente, Bolsonaro é um lixo genocida e corrupto ocupando o cargo. Pois eu vou seguir a Rafa pelo posicionamento dela”.

Uma pessoa criticou Rafa por defender a comunidade LGBTQIA+ depois de compartilhar vídeo de um pastor homofóbico nas redes sociais. “Disse a crente que compartilha vídeo com conteúdo homofóbico no Instagram . Está tentando limpar a imagem né?”.

Algumas pessoas falaram que Rafa trocou de agência e agora está mudando de pauta. “Trocou de agência, mudou a pauta depois da polêmica do vídeo do pastor né, linda? Sorte a sua que tem muito bobo que você ainda consegue enganar”.

Mas teve quem associou o posicionamento da apresentadora ao seu contrato com a TV Globo. “É a primeira cláusula do contrato com a Globo né? Nunca nem viu política, nem sabe onde a banda toca. Só ouve dizer, esquece que só pensa com o ‘corpicho’ e vem querer militar para dar de pensadora, intelectual. Isso aí é influência para ser aceita no meio global e artístico”.