SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Quem acompanhou o Casseta e Planeta, Urgente!, que ficou no ar entre 1992 e 2010 na Globo, lembra bem que uma das partes mais aguardadas da atração eram as sátiras às novelas que estavam no ar. Os integrantes do humorístico costumavam se dividir para fazer versões cômicas dos personagens que estavam bombando na época.

Porém, não foi assim com “Estrela-Guia”, novela da faixa das 18h que foi ao ar em 2001. A trama era estrelada pela cantora Sandy, que fazia o papel da mocinha bicho-grilo Cristal. Na época, também ela vinha fazendo sucesso com o seriado “Sandy e Junior”, mas estava longe de ser uma atriz experiente.

“Sandy estava com medo da novela ser exposta, porque ela não era atriz”, afirma Cláudio Manoel, 62, um dos integrantes da trupe de humor. Por isso, um dos requisitos para que ela aceitasse o papel era que não houvesse paródias dela no programa.

“A condição do pai dela, foi: ‘Ela faz [a novela] desde que a casa a proteja desse tipo de exposição”, disse, referindo-se a Xororó. A revelação foi feita no programa Foi Mau, apresentado por Maurício Meirelles na RedeTV!. A entrevista vai ao ar nesta segunda-feira (30), a partir das 22h30.

O humorista ainda contou que os humoristas chegaram a fazer uma sátira da novela, que foi engavetada pela emissora. “Fizemos uma paródia chamada ‘Estrela-Virgem’, porque não sabíamos das condições, até que nos chamaram”, afirmou. “Foi um certo bloqueio. Não pudemos fazer.”

O “casseta” ainda comentou a morte do amigo e colega Bussunda (1962-2006), que teve um grande impacto nos demais integrantes do humorístico. “Ao contrário do que as pessoas acham, a morte dele foi um grande baque, mas também uma forma de juntar todo mundo, de não deixar a peteca cair e não deixar acabar, por ele”, avaliou.