A convidada do programa Boa Conversa, transmitido pelo ac24horas na noite desta segunda-feira, 30, foi a professora e pré-candidata ao Senado no Acre, Márcia Bittar. Ela, que é ex-mulher do senador Márcio Bittar, apresentou entre diversos assuntos o que pensa a respeito de posicionamentos do presidente da República, Jair Bolsonaro, relacionados à educação e à inflação econômica.

No quesito educação, Márcia concordou em parte com as recentes declarações do presidente, que tem se mostrado a favor de que o estudante passe a pagar determinada mensalidade nas universidades públicas. “A Universidade não é para pobre no Brasil. Sou a favor de que [o estudante] passe a comprovar. Se for pobre, não paga. Se é rico, paga. Verificar o nível de renda”, declarou.

Segundo a professora, sua declaração tem a ver com o nível de educação que é empregado na maioria das escolas publicas. “O ensino brasileiro é uma lástima. O Brasil já passa da quadragésima segunda posição nesse ranking, ficando atrás agora de Botswana [país da África]”.

A pré-candidata também comentou o aumento de itens como gás de cozinha, alimentação e combustível. Para ela, as pessoas erram ao vincular para o presidente a alta inflação presente atualmente no país. “O preço do combustível não depende do Bolsonaro, é questão das refinarias. Ele já baixou o ICMS”, afirmou.

Ac 24 Horas