Três irmãos afegãos refugiados na Polònia sofreram falência hepática depois de comerem cogumelos venenosos numa floresta perto do centro de migrantes, de acordo com a BBC. Dois deles estão em unidades de Terapia intensiva (UTI), um menino com cinco anos e outro com seis.

Os menores – de cinco, seis e 17 anos de idade, todos da mesma família – estão sendo acompanhados no Children’s Memorial Health Institute, o maior instituto pediátrico da Polônia.

“Os meninos de cinco e seis anos de idade estão em situação muito grave desde o momento da admissão no hospital e a sua condição tem estado a deteriorar”, disse um especialista, em coletiva de imprensa. O menino de cinco anos não pode fazer transplante por causa dos danos no sistema nervoso e o prognóstico é dramático.

A jovem de 17 anos, uma menina, está em situação estável.

Todos permaneciam no centro de migrantes Debak – Podkowa Lesna, localizado numa floresta nos arredores de Varsóvia.

A família dos menores foi retirada de Cabul pelas forças armadas polacas e chegou ao centro de migrantes no dia 23 de agosto. As crianças comeram os cogumelos no dia seguinte e foram admitidas no hospital no dia 26 de agosto.