Depois de as chuvas torrenciais associadas ao furacão Ida terem varrido a Costa Leste dos Estados Unidos, causando pelo menos 45 mortos, é tempo de fazer contas aos danos deixados pela tempestade.

Ruas, avenidas e autoestradas transformaram-se de forma repentina em torrentes, desde os bairros de Brooklyn e Queens até ao condado de Westchester, no norte de Nova York. Em Westchester, dezenas de viaturas ainda se encontravam ontem submersas e as caves de residências tradicionais da Costa Este devastadas pelo excesso de água.

Mais de 20 milhões de pessoas continuam a temer as enchentes, já que toda a água da chuva flui para riachos, ribeiras e rios maiores. As inundações deverão persistir até sexta-feira e alguns rios no nordeste devem permanecer acima dos níveis normais durante o fim de semana.

Veja, na galeria acima, as imagens dos estragos causados pelo mau tempo.

Na cidade de Nova York, as autoridades policiais contabilizaram pelo menos 12 mortos, dos quais 11 terão morrido afogados nas suas caves e habitações precárias, em Manhattan, Queens e Brooklyn.

De acordo com a polícia nova-iorquina, as vítimas tinham entre dois e 86 anos, tendo os bombeiros resgatado centenas de habitantes.

O pior número de mortes foi registado em Nova Jersey, com “pelo menos 23 pessoas que perderam a vida”, segundo o governador daquele estado, Phil Murphy.

Por seu lado, perto de Filadélfia, três pessoas morreram, de acordo com as autoridades locais.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, já prometeu “toda a ajuda necessária” às vítimas do furacão Ida.