BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Horas antes de partida da seleção brasileira, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) confirmou que atletas argentinos descumpriram regras de quarentena contra a Covid-19. Em nota divulgada neste domingo (5), o órgão disse que acionou a Polícia Federal e que os argentinos devem ser imediatamente isolados.

Os atletas deram informações falsas e ocultaram que estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias, segundo a Anvisa. Viajantes que passaram recentemente por este e mais alguns locais (África do Sul, Irlanda do Norte e Índia) não podem entrar no Brasil, conforme regra adotada pelo governo Jair Bolsonaro para evitar a disseminação de variantes da Covid-19.
“Diante da confirmação de que as informações prestadas pelos viajantes eram falsas, a Anvisa esclarece que já comunicou o fato à Polícia Federal, a fim de que as providências no âmbito da autoridade policial sejam adotadas imediatamente”, disse a Anvisa.

Os atletas Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero atuam e estiveram no Reino Unido nos últimos dias, segundo o Globo Esporte. Eles só poderiam ter entrado no Brasil após 14 dias fora dos locais sob restrição.

A agência disse que há “notório descumprimento” das regras sanitárias e citou “risco sanitário grave”.

“A Anvisa considera a situação risco sanitário grave, e por isso orientou às autoridades em saúde locais a determinarem a imediata quarentena dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro, nos termos do art. 11, da Lei Federal nº 6437/77”, disse o órgão em nota.

O governo brasileiro também cobra de todos os viajantes internacionais a apresentação de exame negativo para Covid-19.
Procurada pela reportagem, a AFA (Associação de Futebol Argentino) não se manifestou até a publicação deste texto.

A seleção brasileira recebe a Argentina neste domingo (5), às 16h, na Neo Química Arena, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar.

Será o primeiro encontro entre as rivais desde a final da última Copa América, vencida pelos argentinos. Com gol de Ángel Di María, no Maracanã, a equipe alviceleste venceu por 1 a 0 e encerrou um jejum de 28 anos sem títulos.

A Anvisa também informou o Ministério da Saúde sobre o descumprimento das regras sanitárias.

“Ante a notícia, a Anvisa notificou de imediato o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde Nacional (CIEVS/MS), que coordena a rede CIEVS, responsável pela investigação epidemiológica junto ao estado de São Paulo e ao município de Guarulhos, para que o caso fosse investigado e rastreado”, disse a agência.