MARINHO SALDANHA
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Grêmio respirou. Hoje (12), venceu o Ceará por 2 a 0, na Arena, pela 20ª rodada do Brasileirão. O resultado não tirou o time gaúcho da zona de rebaixamento, mas manteve os concorrentes na mira. Os gols foram marcados por Diego Souza e Ferreira.

Com 19 pontos, os comandados de Felipão estão três pontos atrás dos primeiros fora da zona de rebaixamento, e ocupam o 18º lugar na classificação ao menos até esta segunda (13), quando o Sport enfrenta o Inter.

Já o Ceará foi derrotado no primeiro jogo sob comando de Tiago Nunes e fica em 11º, com 24 pontos. Na quarta-feira, o Tricolor tem compromisso com o Flamengo pela Copa do Brasil. Já o Vozão só joga no próximo sábado, contra o Santos.

FOI BEM: DIEGO SOUZA
Diego Souza deixou de ser titular absoluto do Grêmio com a chegada de Borja, mas segue marcando seus gols. Foi ele quem abriu o placar, de cabeça, já na reta final do primeiro tempo, deixando o Tricolor mais perto da vitória.

FOI MAL: FABINHO
O volante Fabinho, do Ceará, participou dos dois gols do Grêmio. Não retomou nem tirou espaço de Alisson, que cruzou para o gol de Diego Souza. E também foi driblado por Ferreira no lance do segundo gol.

TIAGO NUNES
Tiago Nunes fez sua estreia pelo Ceará exatamente contra seu antigo clube. Foi ele quem substituiu Renato Gaúcho no Grêmio, conquistou o Campeonato Gaúcho, mas não teve sucesso na arrancada do Brasileiro.
Foram 16 jogos no comando do Tricolor, com oito vitórias, quatro empates e quatro derrotas.
“Quis o destino que a estreia fosse contra o Grêmio. Tenho o máximo respeito pelas cores do clube e os atletas com os quais convivi. Hoje eu defendo o Ceará e vou dar tudo para conquistar o resultado”, disse minutos antes da partida.

O JOGO DO GRÊMIO
O Grêmio não teve controle absoluto do jogo, mas conseguiu, dentro de sua proposta, superar o Ceará durante a maior parte do tempo. Após 10 minutos de instabilidade, o time de Felipão passou a utilizar os caminhos que escolheu para construir: os lados.
Com Ferreira pela esquerda e Jhonata Robert pela direita, auxiliados por Alisson, que se apresentava pelos dois lados, o time gaúcho passou a frequentar as cercanias da área. Os gols saíram no fim do primeiro tempo, e em cinco minutos encaminharam o resultado.

O JOGO DO CEARÁ
O Ceará insistiu muito pelo meio. E como o centro do campo é naturalmente congestionado, muitos erros de passe aconteceram. Foram vários momentos em que uma construção ofensiva poderia ocorrer, mas a falha em achar um companheiro melhor posicionado brecou o time de Tiago Nunes. Vina, Jael, Sobral, apostas do treinador, não tiveram atuações de destaque, e Mendoza, o mais acionado, também criou pouco.

ORGANIZADAS PUNIDAS
Punidas pelo protesto violento do início do mês, as organizadas do Grêmio não puderam expor suas faixas na Arena durante o jogo de hoje. O clube afastou os envolvidos que foram identificados.GRÊMIO
Chapecó; Vanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha (Cortez); Lucas Silva, Thiago Santos e Alisson (Everton); Jhonata Robert (Villasanti), Diego Souza (Borja) e Ferreira (Léo Pereira). Técnico: Luiz Felipe ScolariCEARÁ
Richard; Gabriel Dias, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho, Fernando Sobral (Marlon), Vina (Yony González) e Lima (Rick); Mendoza (Erick) e Jael (Cléber). Técnico: Tiago NunesLocal: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Auxiliares: Marcelo Van Gasse e Gustavo Rodrigues de Oliveira
VAR: Rodrigo Guarizo do Amaral
Gols: Diego Souza, do Grêmio, aos 42 minutos do primeiro tempo; Ferreira, do Grêmio, aos 45 minutos do primeiro tempo