SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Britney Spears, 39, ficou noiva de Sam Asghari, 27. A cantora e compositora publicou vídeos em sua conta no Instagram neste domingo (12) nos quais aparece brincando com o anel que ganhou do personal trainer, com quem namora há quatro anos. “Não posso acreditar nisso”, escreveu a artista na postagem.

Asghari também compartilhou a novidade em sua rede social com uma foto de um beijo do casal escondido pelo dedo anelar da artista com o anel em destaque. Ele usou apenas emojis de um príncipe e de uma princesa no post.

No começo de setembro, o jovem foi visto olhando anéis na joalheria Cartier, em Beverly Hills, em Los Angeles, o que levantou suspeitas, agora confirmadas, de que poderia pedir a cantora em casamento.

Vestindo um agasalho esportivo azul marinho e tênis, o influenciador fitness não teve pressa e examinou várias joias. O funcionário trouxe um anel que chamou a atenção de Asghari, que tirou foto.

Em julho, a cantora pop disse que gostaria de se casar e ter mais filhos durante a audiência no tribunal pelo fim da tutela legal de seu próprio pai. “Eu quero poder me casar e ter um filho. Disseram-me que com a tutela eu não era capaz de me casar e ter mais um filho”. Ela já é mãe de Sean, 15, e Jayden, 15, frutos da relação com o dançarino Kevin Federline, 43.

Setembro segue sendo um mês inesquecível para Britney. Há cerca de uma semana, o pai dela, Jamie Spears, 69, entrou com uma petição pedindo para o juiz encerrar a tutela, segundo o TMZ. Ele controlou a vida pessoal e financeira da artista desde 2008, quando foi nomeado tutor da filha para assuntos pessoais e financeiros.

Uma fonte disse ao site que a cantora considera as manifestações públicas do movimento #freebritney e a pressão do seu advogado, Mathew Rosengart, importantes fatores para a reviravolta no caso. O que a deixa mais feliz ainda é que Jamie fez isso sem pedir nova avaliação mental.

Ele atribuiu a súbita mudança de opinião aos “eventos recentes relacionados a tutela”, aparentemente referindo-se a audiências judiciais deste ano nas quais a cantora falou contra a situação legal em que vivia.