Petrônio e Ricardo foram tratar com Luiz Guilherme sobre informações técnicas do pré-projeto do viaduto, entregue em maio deste ano pelo governador Gladson Cameli ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, e que já está em análise pelo Dnit, órgão que será responsável pela obra. Eles solicitaram urgência no processo, incluindo a visita técnica ao local.

“O governo anseia que a obra seja realizada o mais breve possível e estamos abertos para contribuir com esse objetivo, inclusive para os ajustes que forem considerados necessários no pré-projeto”, explicou o diretor do Deracre, acrescentando que o Estado já tomou providências inclusive com relação a licenciamentos exigidos para a obra, orçada em cerca de R$ 65 milhões.

Licitação

“A expectativa é que as análises sejam concluídas em breve e que o governo possa licitar a obra ainda este ano”, acrescentou o representante Ricardo França. Ele reforçou que “o governo do Estado está à disposição para contribuir com o Dnit para a concretização da obra”, ressaltando a importância dessa construção para desafogar o trânsito na região da Corrente, por onde passam veículos que chegam à capital acreana.

A resposta do diretor do Dnit foi positiva. “Enviarei nossa equipe técnica ainda na primeira quinzena de outubro ao Acre e, até lá, avançaremos nas análises que já estão sendo realizadas no pré-projeto, de forma que possamos tratar dos ajustes necessários com as equipes do Estado”, disse Luiz Guilherme.

Ficou acertado ainda que, até a visita técnica, o Dnit avançará na análise do pré-projeto, inclusive com reuniões por meio de videoconferência com a equipe técnica do Acre, para trocar informações e adiantar possíveis ajustes.

Fotos: Dilma Tavares/Repac
Fotos: Dilma Tavares/Repac
Fotos: Dilma Tavares/Repac

Fonte: Ac24horas