Um homem de 41 anos, identificado pelas iniciais N.F.S, foi preso em flagrante nesta quarta-feira, 29, pelo crime de maus tratos a animais. O homem, que segundo a polícia civil possui emprego e condições financeiras de alimentar os bichos, foi detido no bairro Nair Araújo, localizado na cidade de Feijó, interior do Acre.

O caso foi descoberto pela polícia após denúncias anônimas de que o acusado não alimentava seus animais de estimação, deixando-os morrer de fome. Uma equipe de policiais civis, com apoio de uma guarnição do corpo do bombeiro militar, deslocou-se à residência para investigar o fato.

“Ao chegarmos no local, foi constatado de forma indubitável a prática do crime de maus tratos, ante a inanição dos três cachorros, os quais aparentam não serem alimentados há muitos dias, pois encontram-se muito magros”, pontuou o delegado Railson Ferreira. O crime de maus tratos a cães e gatos teve os limites de sua pena alterada recentemente e agora prevê reclusão, de 2 a 5 anos, multa e proibição da guarda.

Além dos animais que estavam em estado de penúria, foram localizados, ao lado do quintal da residência do flagranteado, ossadas de possíveis cachorros que talvez tenham sido mortos em decorrência da falta de alimentos. “O fato observado, consistente em não alimentar os animais choca pela gravidade, mas também pelas condições financeiras que o flagranteado tem, pois trata-se de pessoa que tem emprego, poderia muito bem alimentar seus animais, mas preferiu maltratá-los, mesmo que a morte dos cães adviesse de sua conduta omissa”, ressaltou o delegado.

Os animais resgatados foram encaminhados para abrigo, onde receberão cuidados básicos e o preso será encaminhado à audiência de custódia para decisão judicial.