O cartoonista sueco Lars Vilks, que foi alvo de um atentado em Copenhaguem em 2015, morreu este domingo após um acidente de carro. O polêmico artista vivia sob proteção policial depois de desenhar o profeta Maomé com o corpo de um cachorro em 2007. O homem viajava de carro com dois seguranças, que também morreram no embate.

O acidente ocorreu na tarde deste domingo numa estrada na comuna de Markaryd, quando o carro onde seguia bateu contra um caminhão, que circulava em sentido contrário. 

O condutor do caminhão foi hospitalizado, enquanto os ocupantes da viatura onde seguia Lars não resistiram.

A polícia está investigando o acidente mas exclui a hipótese de se ter tratado de um ato intencional.