SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A atriz Drew Barrymore, 46, não pretende esconder das filhas Olive, 9, e Frankie, 7, sobre seu vício em álcool e drogas na infância. Durante papo com o ator Jason Biggs no programa The Drew Barrymore Show, contou sobre como pretende revelar às meninas de seu passado.

“Me tornei essa mãe que é, ironicamente, uma coisa muito pura, e digo às minhas filhas o tempo todo: ‘Vocês vão descobrir que eu nem sempre fui assim e vão ficar bem confusas'”, disse.

Drew despontou muito cedo em Hollywood e acabou deslumbrada com o mundo do cinema. Ela já revelou que começou a beber aos 9 anos, fumar maconha com 10 e cheirar cocaína com 12. Ainda tentou suicídio aos 14 e isso fez sua família buscar por uma internação.

“Nenhum de nós fica tipo: ‘Um dia tudo isso vai ser lembrado’. Eu estava apenas vivendo minha vida e tentando descobrir quem eu era”, emendou a atriz.

Em setembro, Drew chorou ao visitar a instituição de saúde mental, em Los Angeles, onde foi colocada na adolescência e permaneceu por uma ano e meio.

“Eu era uma criança realmente selvagem e fiquei tão fora de controle que ninguém sabia o que fazer comigo. Eles me trouxeram aqui no meio da noite e me acompanharam por aquelas duas portas e quando você passa por essas duas portas você não sai. E eu fiquei lá por um ano e meio.”

A atriz revelou que as pessoas eram “colocadas em cadeias de maca e amarradas” e jogadas em “quartos acolchoados”. “Nunca vou perder de vista essa parte da minha história, vi e passei por coisas e eles me ajudaram a reconhecer em todos nós que passamos por essas coisas.”

Barrymore continuou afirmando que era muito importante visitar o lugar. “Estou tão feliz com a minha vida e não sei se teria a vida que tenho se não fosse por um lugar como esse. Então foi tão importante vir aqui hoje e apenas honrar isso.”