A Polícia Militar do Acre divulgou no início da noite desta quarta-feira, 13, um texto informativo dando a entendre, mesmo sem nominar, que seria uma espécie de resposta do comando da PM ao promotor de justiça Tales Tranin, que no início dessa semana oficiou a instituição militar um pedido para o retorno das operações de blitz em Rio Branco, alegando que a mesma ajuda no combate à criminalidade.

A PM esclareceu que o Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTRAN) tem realizadas diversas ações nas ruas da capital acreana, principalmente com o aumento do número de operações. De acordo com os dados elaborados e divulgados pelo Setor de Análise Criminal do Batalhão, uma unidade especializada revelou nos últimos dois meses – agosto e setembro – 106 operações em todo Rio Branco, entre elas, a “Trânsito Seguro”, de caráter educativo e a partir deste mês a volta da “Cavalo de Aço”, que tem com intuito principal a abordagem de motociclistas.

A unidade garante ter autuado 397 condutores nos últimos dois meses por dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determina dependência e dirigir veículo sem a devida habilitação, que são responsáveis ​​pela maioria dos acidentes de trânsito.

“Entre os dias 03 e 09 de outubro, as unidades da capital realizaram abordagens a 643 motocicletas e 550 automóveis, uma média de mais de 170 veículos por dia. Somente o BPTran realizou 486 abordagens aos mais diversos veículos nesse período ”, afirma.

O Major Marleudo Nogueira, comandante do BPTRAN, destaca o trabalho que vem sendo realizado pela unidade. “Temos nos esforçado para fazermos operações que visam coibir os abusos e excessos nas vias. Neste final de semana, por exemplo, intensificamos ainda mais as operações, com a Álcool Zero, para coibir conforme infrações do Art. 165”.

O oficial aproveitou para destacar a importância da colaboração da sociedade. “Continuaremos com as operações, fiscalizando e buscando orientar a obediência às normas de circulação e conduta, evitando os sinistros no trânsito. Nos colocamos a disposição da sociedade, agradecendo a colaboração e exigindo a compreensão, com o objetivo fundamental de manter vidas no trânsito “, destacou o comandante.