O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), em parceria com a superintendência da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), está realizando entre os dias 26 e 28 de outubro, no auditório da Funasa, em Rio Branco, uma capacitação sobre o uso do inseticida e do larvicida, utilizados na prevenção e controle das arboviroses urbanas, a exemplo da dengue.

A capacitação destina-se aos técnicos municipais e estaduais que, também serão informados sobre o cenário epidemiológico dos municípios. Foto: Cedida

A capacitação destina-se aos técnicos municipais e estaduais que, também serão informados sobre o cenário epidemiológico dos municípios. Questões relacionadas à limpeza, manutenção e vazão dos equipamentos; quantidade de inseticida necessário para uma aplicação; contagem de gotas, dentre outras, são temas da capacitação, a fim de capacitar os profissionais para o melhor enfrentamento nas ações de prevenção e controle de dengue, zika e chikungunya em todo o estado.

“Entramos no período sazonal dessas doenças quando as chuvas predominam em nossa região e a população de mosquitos transmissores aumentam consideravelmente, e consequentemente aumentam o número de casos destes agravos”, afirmou o gerente do Departamento de Vigilância em Saúde, Gabriel Mesquita.

Com isso, Gabriel alerta para a necessidade de redobrar os cuidados: “É o momento de redobrar os cuidados, vedar bem caixas d’água e recipientes para armazenamento de água, evitar qualquer objeto que acumule água sem proteção, recolher lixo e entulhos dos quintais, são medidas que os moradores podem adotar que evitam a proliferação do Aedes aegypti.”

Ao sentir febre persistente, dor atrás dos olhos, dor de cabeça, dor muscular e articulações o indivíduo deve buscar atendimento médico imediatamente e evitar fazer uso de medicações caseiras e medicamentos sem prescrição médica.

A capacitação é uma parceria entre os núcleos da Sesacre, por meio da Divisão de Vigilância Ambiental, da Superintendência do Ministério da Saúde no Acre, Vigilância Sanitária Estadual, Núcleo Estadual do Telessaúde, Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco e a empresa fabricante do inseticida Cielo e o larvicida Natular, Clarke Brasil Itu/SP, e da Fundação Hospital Estadual do Acre.

Participaram os seguintes municípios: Acrelândia, Assis Brasil, Brasileia, Bujari, Capixaba, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia, Feijó, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro, Porto Acre, Porto Walter, Rio Branco, Rodrigues Alves, Sena Madureira, Senador Guiomard, Tarauacá e Xapuri.