No próximo dia 1º de dezembro, o cantor sertanejo Gusttavo Lima fará um show musical em Rio Branco. A apresentação marcará o retorno de grandes espetáculos com a presença de público desde a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Acre, em março do ano passado. Nesta sexta-feira, 19, representantes do governo do Estado, Prefeitura de Rio Branco, Ministério Público do Acre (MPAC) e organizadores estiveram reunidos para debater os últimos detalhes referentes aos cuidados sanitários, segurança e logística do evento-teste preparado para receber 12 mil pessoas.

Órgãos de fiscalização, MP e organizadores debateram as regras para realização do show do cantor Gusttavo Lima, em dezembro. Evento-teste terá capacidade para receber até 12 mil pessoas Foto: Marcos Vicentti/Secom

Mesmo com o avanço da vacinação e queda no registro de casos e mortes em decorrência do novo coronavírus, a coordenadora do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19,  Karolina Sabino, argumentou que a maior pandemia da história ainda é uma realidade. “Não estamos tranquilos quanto a esta situação [realização do show], principalmente porque são esperadas 12 mil pessoas. Apesar de estarmos em bandeira verde, isso não significa que tudo pode funcionar normalmente”, observou.

Uma série de regras foi pactuada para que o espetáculo ocorra de maneira mais segura possível. A principal delas é a exigência do chamado passaporte sanitário. Apenas pessoas que apresentarem o comprovante de recebimento das duas doses de vacina poderão ter acesso ao local. Haverá ainda aferição de temperatura, abertura antecipada das portões, distribuição de máscaras descartáveis, aplicação de álcool em gel, disponibilização de testes rápidos e constante limpeza dos banheiros químicos.

Empresário Richard Brilhante afirmou que todas as medidas sanitárias serão adotadas para evitar a proliferação do novo coronavírus Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Além de todo o aparato para receber o cliente, que, normalmente, já utilizávamos, todos os protocolos de seguranças serão cumpridos para não tornar o ambiente do show um espaço de proliferação do coronavírus”, pontuou o empresário Richard Brilhante, da JRF Produções e Eventos.

A gerente do Departamento de Vigilância Sanitária de Rio Branco, Deane Fernandes, lembrou que a realização do show e o comportamento da doença nos dias seguintes serão decisivos para os eventos tradicionalmente celebrados no mês de dezembro. “Como este é o primeiro grande evento após a pandemia, a grande preocupação é a segurança sanitária e o cumprimento dos protocolos, principalmente o comprovante da vacina. A expectativa é que este evento-teste possa encabeçar outros grandes eventos previstos para o final do ano”, afirmou.

Na reunião, ficou assegurado o comparecimento de fiscais do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon-AC) durante o show. “Nos faremos presentes para garantir a vigência da Lei 14.186, que garante assistência aos consumidores que adquiriram os ingressos. O nosso propósito será evitar que nenhum problema ou prejuízo ocorra ao consumidor”, destacou a presidente do órgão, Alana Albuquerque.

Alana Albuquerque, presidente do Instituto Procon, assegurou a presença de fiscais do órgão durante a realização do show Foto: Marcos Vicentti/Secom

A promotora Alessandra Marques, titular da 1ª Promotoria de Justiça Especializada de Defesa do Consumidor do MPAC, classificou o encontro como oportuno para o alinhamento e aperfeiçoamento de propostas para que a performance musical ocorra com toda cautela necessária. “Esta reunião contou a participação de todos os personagens envolvidos na realização desse show. É muito importante que os empresários se sintam seguros com a postura dos entes públicos em relação ao evento e estamos torcendo para que seja um sucesso e que as pessoas vão ao show com absoluta segurança”, enfatizou.