O Brasil foi com enorme expectativa para o Campeonato Mundial de Tênis de Mesa de Houston, nos Estados Unidos. Mas as rodadas iniciais foram bem decepcionantes para a comitiva verde e amarela. Quarto lugar no ranking mundial, Hugo Calderano “salvou” o País com ótimo resultado na estreia e agora desafia um belga para o qual perdeu nos dois encontros, pela terceira rodada.

Na noite desta quarta-feira, depois de não precisar jogar a primeira rodada do Mundial por causa da boa colocação no ranking, Calderano fez sua estreia contra o português João Monteiro, 78° do mundo, e apesar de susto no primeiro game, mostrou força para ganhar de virada por 4 a 1.

O mesa-tenista brasileiro saiu perdendo por 8/11, mas depois embalou e ganhou com fáceis parciais de 11/4, 11/5, 11/2, 11/6. Na terceira rodada, nesta quinta-feira, Calderano terá um oponente que já o derrotou duas vezes no circuito mundial: o belga Cedric Nuytinck, atualmente no 75° lugar do ranking.

O último encontro com Nuytinck foi quando o brasileiro ainda buscava embalar no tênis de mesa. Uma derrota em 2019. O outro embate ocorreu no começo da carreira, também com o belga levando a melhor, em 2012. Em melhor fase da carreira, Calderano chega forte para uma vingança.

Ele já era a maior esperança de pódio para o País e a torcida aumenta ainda mais com precoces eliminações de Vitor Ishiy, Thiago Monteiro, Gustavo Tsuboi e Bruna Takahashi na competição de simples. Os tropeços também atingiram as duplas, com Eric Jouti e Vitor Ishiy, Gustavo Tsuboi e Thiago Monteiro e Bruna Takahashi e Caroline Kumahara também já fora da disputa.