terça-feira, abril 23, 2024
Esportes

Há três jogos sem vencer, Vasco busca reabilitação no Brasileirão em visita ao Cuiabá

O Vasco tem mais um jogo considerado muito importante na luta pela permanência no Campeonato Brasileiro. Há três jogos sem vencer, enfrenta o Cuiabá na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT), nesta quinta-feira, às 17h, pela 31ª rodada. Apesar de ser visitante, o elenco chega pressionado para conquistar a vitória após tropeçar em um confronto direto.

Nas últimas três partidas, o Vasco foi derrotado pelo Flamengo, por 1 a 0, Internacional, por 2 a 1, e empatou com o Goiás, por 1 a 1, no último domingo em Goiânia (GO). O time teve atuação de destaque no clássico, mas caiu de rendimento na sequência. Com 31 pontos, ocupa a 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento.

Outro fator que aumenta a pressão no Vasco é que o adversário seguinte será o líder Botafogo, jogo que já está com todos os ingressos vendidos. Um tropeço no clássico até seria compreensível, desde que vença o Cuiabá.

O Vasco tem uma boa lembrança do primeiro turno, pois venceu o Cuiabá, por 1 a 0, no jogo seguinte à demissão de Maurício Barbieri. Na época, este triunfo colocou fim a um jejum de dez jogos, sendo seis derrotas seguidas.

O técnico Ramón Díaz tem problemas para escalar o time. O principal deles é a ausência do atacante Vegetti, expulso diante do Goiás. O argentino, que tem oito gols marcados na competição, pode ser substituído pelo meia francês Payet, que jogaria como falso 9. Assim, as pontas seriam preenchidas com Gabriel Pec e Sebastían ou Erick Marcus.

A boa notícia é que o meia Paulinho está de volta e será responsável pela criação no meio-campo, que ainda terá Zé Gabriel e Praxedes. A defesa deve ser formada por Medel e Maicon, com Léo começando no banco pela primeira vez na ‘era Ramón’.

Na lateral, Paulo Henrique está com dores e, se não tiver condições, Robson pode seguir como titular, embora Puma Rodríguez seja opção, ambos contestados. O zagueiro Manoel Capasso, o meia Marlon Gomes e o atacante Rossi seguem no departamento médico.

Ramón Díaz explicou que cada partida tem uma programação diferente e pediu que o time lute até o fim. “Todas partidas são diferentes e têm programações diferentes. Agora teremos mais pontas, como o Erick Marcus, o retorno de Paulinho, isso ajuda. Temos que pensar no que vem pela frente, ainda com muitas partidas, e seguir lutando”, projetou.

O time carioca não terá tarefa fácil diante do Cuiabá, que vem de vitória contra o líder Botafogo, por 1 a 0, no Rio. Dentro de casa, porém, não vence há três jogos: empatou com Cruzeiro, por 0 a 0, e Goiás, por 1 a 1, e foi derrotado pelo Corinthians, por 1 a 0. Mesmo assim, está em situação confortável na tabela, com 40 pontos.

O principal desfalque para o técnico António Oliveira será o goleiro e capitão Walter, que levou o terceiro cartão amarelo. Assim, João Carlos assume o posto. Fora isso, conta com todo o elenco à disposição e deve manter a base que se deu bem no Rio.

Mesmo brigando por vaga na Sul-Americana, António reforçou que o principal objetivo do clube é a sua permanência na Série A em 2024. “O objetivo continua o mesmo, que é manter o clube na elite. Matematicamente ainda não é uma garantia, mas é evidente que existem muitos clubes abaixo de nós. Teríamos quase que morrermos e não jogarmos mais, mas temos que continuar a trabalhar, de forma humilde”, lembrou.

Leia Também: São Paulo enfrenta Cruzeiro no Morumbi para voltar a vencer e ter alívio no Brasileirão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *