sábado, fevereiro 24, 2024
M de Mulher

Cuidados com a estética íntima feminina que beneficiam a saúde sexual

Na ginecologia moderna, há uma série de cuidados relacionados à estética intima que beneficiam a saúde sexual da mulher, promovem bem-estar e melhoram a autoestima. A ginecologista Raíssa Ribeiro, da clínica Elaine Dias JK Health & Beauty, explica que “são procedimentos destinados para mulheres de todas as idades que se sentem incomodadas com algumas características nas regiões íntimas, como o ressecamento e a atrofia vaginal, alguns tipos de incontinência urinária, hipertrofia de pequenos lábios, manchas, flacidez, escurecimento íntimo e gordura localizada. Esses incômodos podem provocar a redução da autoestima feminina, além de sintomas físicos que, por consequência, prejudicam a saúde sexual da mulher”, comenta a médica.

Raíssa, que é especialista em estética íntima, reposição hormonal e contracepção dentro da ginecologia moderna, aponta que, entre os tratamentos indicados, estão: laser íntimo, ninfoplastia ou cirurgia de correção de hipertrofia de pequenos lábios, fototerapia ou fotobiomodulação, led vaginal, preenchimento vulvar e peeling íntimo.

Além da questão estética, outro questionamento feito com frequência é sobre dores durante a relação. Segundo a ginecologista da clínica Elaine Dias JK Health & Beauty, isso não é normal, e a falta de um diagnóstico correto, assim como de um tratamento adequado, pode levar a sequelas importantes na vida social de uma mulher. Raíssa elenca as principais causas possíveis:

Vaginismo : é a dor quando o assoalho pélvico, em um espasmo muscular, fecha a região em volta da vagina, seja na penetração de pênis, dedos ou outros objetos, como o espéculo, no exame ginecológico.

Vulvodínia : doença que provoca uma dor ou queimação excruciante na região vulvar e na entrada da vagina na hora do sexo ou simples toque na região, e é uma condição de difícil diagnóstico.

Infecção Urinária : ardência, incômodo ou dor durante a relação sexual ou mesmo após o ato podem indicar a doença.

Endometriose : sentido muitas vezes como “dor na relação sexual de profundidade”. É uma doença na qual um tecido da camada interna do útero aparece e cresce fora do útero, podendo comprometer os ovários, trombas, intestino e bexiga.

Atrofia Vaginal : é um dos principais sintomas da síndrome climatériaca, relacionada à menopausa, pois ocorre um “afinamento” da mucosa vaginal e o sexo pode provocar fissuras que podem deixar a região machucada.

Síndrome do Intestino Irritável : distúrbio intestinal que causa desconforto abdominal, gases, diarreia e constipação. A dor na relação pode estar relacionada à distensão abdominal e à alteração do ritmo intestinal que a doença provoca.

Vulvovaginites : inflamação ou infecção na parte externa da vagina, a vulva, que pode ser causada por uma bactéria ou fungo protozoário, deixando a região dolorida, por conta da ardência e coceira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *