Gabriel Jesus continua como desfalque no Arsenal após ser convocado para a seleção brasileira
4 mins read

Gabriel Jesus continua como desfalque no Arsenal após ser convocado para a seleção brasileira

Apesar de ter sido convocado por Fernando Diniz para defender a seleção brasileira na semana que vem, o atacante Gabriel Jesus, desfalque do Arsenal nas últimas três partidas por causa de uma lesão muscular, ainda não está pronto para voltar a jogar. “Gabi ainda não está em forma”, disse o técnico Mikel Arteta, em coletiva de imprensa nesta terça-feira, ao ser questionado sobre a condição do atacante brasileiro, que não estará em campo nesta quarta, no duelo com o Sevilla, às 17 horas, pela quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Arteta não deu maiores detalhes sobre a recuperação. Depois do duelo com o time espanhol, o Arsenal joga contra o Burnley, sábado, pelo Campeonato Inglês, última partida antes da pausa para a Data Fifa de novembro, na qual Jesus se apresentará para dois duelos das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. O Brasil tem jogos contra a Colômbia, dia 16, na cidade colombiana de Barranquilla, e contra a Argentina, dia 21, no Maracanã.

Na segunda, após a convocação, Fernando Diniz explicou que chamou Gabriel Jesus mesmo sem ter certeza de que poderia contar com ele porque o Arsenal não tem sido preciso com as informações que passa à CBF. O treinador citou, inclusive, o caso de Gabriel Martinelli, que não foi convocado para os jogos de outubro das Eliminatórias após o clube londrino dizer que não haveria tempo para recuperação, mas acabou indo a campo pelo Campeonato Inglês antes das partidas da seleção.

“Na última convocação, a gente não tinha convocado o Martinelli, um jogador do Arsenal. Eles se reportam à CBF de uma maneira sempre não muito completa, então a gente não imaginava que o Martinelli podia estar pronto para jogar os jogos que agente tinha contra a Venezuela e o Uruguai, e o Martinelli ficou pronto para jogar antes dos nossos jogos”, disse o técnico. “A gente vai trazer o Gabriel para saber quais são as reais condições. A gente tem 15 dias ainda para os jogos. A gente acredita que, pela lesão que teve, ele possa reunir boas condições para jogar. É um jogador que eu gostaria muito de contar para os dois jogos. A gente trouxe para ver. Se vocês repararem, a lista tem 24 jogadores, então caso a aconteça alguma coisa com ele, a gente vai ter 23 e não vai precisar fazer uma nova convocação”.

Jesus ficou de fora da primeira convocação de Diniz para a seleção brasileira, mas voltou a ser chamado na Data Fifa de outubro para disputar duas rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. Entrou no segundo tempo do empate por 1 a 1 com a Venezuela e foi titular na derrota por 2 a 0 para o Uruguai. Quatro dias depois, já estava em campo pelo Arsenal novamente, em duelo com o Chelsea que terminou empatado por 2 a 2.

Antes de se machucar, o atacante de 26 anos vivia um bom momento, tanto que, no jogo em que se lesionou, foi decisivo para o Arsenal bater o Sevilla por 2 a 1, pela terceira rodada da Liga dos Campeões. Na ocasião, marcou um gol e deu uma assistência para o xará e compatriota Martinelli balançar a rede.

O Arsenal lidera o Grupo B, com seis pontos contra cinco do vice-líder Lens. Sem Jesus, o time vive a expectativa voltar a contar com Odegaard, baixa na derrota por 1 a 0 para o Tottenham no final de semana, mas, segundo Arteta, a presença do meia norueguês “é incerta”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *