quarta-feira, maio 22, 2024
Mais esportes

Messi iguala Suárez como maior artilheiro das eliminatórias

Messi iguala Suárez como maior artilheiro das eliminatórias

Campeão do mundo em 2022Messi começou as eliminatórias para 2026 com um recorde. Ele chegou aos 29 gols pela competição classificatória para a Copa do Mundo e igualou Suárez como maior artilheiro do torneio. O atacante garantiu a vitória da Argentina por 1 a 0 contra o Equador, nesta quinta, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires.

Artilheiros das Eliminatórias Sul-Americanas

 

  1. Lionel Messi (Argentina) – 29 em 61 jogos
  2. Luis Suárez (Uruguai) – 29 gols em 62
  3. Marcelo Moreno (Bolívia) – 22 em 58
  4. Alexis Sánchez (Chile) – 20 em 56
  5. Hernán Crespo (Argentina) – 19 em 33
  6. Marcelo Salas (Chile) – 18 gols em 32
  7. Edinson Cavani (Uruguai) – 18 em 49
  8. Ivan Zamorano (Chile) – 17 em 24
  9. Joaquin Botero (Bolívia) – 16 em 31
  10. Agustin Delgado (Equador) – 16 em 32
  11. Arturo Vidal (Chile) – 16 em 50

O maior goleador da história das Eliminatórias Sul-Americanas era Luis Suárez, amigo pessoal de Messi, hoje jogador do Grêmio (e que ficou fora da convocação de Marcelo Bielsa). Ele tem 29 gols em 62 jogos pela seleção do Uruguai.

 

Messi agora tem 29 gols marcados em 61 partidas pela Argentina nessa competição. Ou seja, eles têm quase a mesma média de gols (0,47 por jogo).

Apesar de ser o maior artilheiro das eliminatórias sul-americanas no geral, Messi nunca terminou como o principal goleador de uma única edição. Seu melhor desempenho foi na campanha para a Copa do Mundo de 2014, quando marcou 10 gols. Suárez fez 11.

 

Desempenho de Messi em Eliminatórias

Edição Jogos Gols
2022 15 7
2018 10 7
2014 14 10
2010 18 4
2006 3 0
Messi comemora em Argentina x Equador — Foto: Luis Robayo/AFP

Messi comemora em Argentina x Equador — Foto: Luis Robayo/AFP

Na última edição das Eliminatórias, o craque argentino marcou sete gols. O último jogador da sua seleção a ser o máximo goleador do torneio foi Hernán Crespo, em 2002, com 10 gols (e empatado com Agustin Delgado, do Equador).

 

— Falei com ele um pouco, se colocou à disposição. Está bem, contente, feliz, e encontrou um lugar onde o querem. Ele está feliz jogando futebol. Jogará tudo o que puder. Se vai estar na Copa de 2026? Não sei se nem eu vou estar, imagina o Messi — afirmou o técnico Lionel Scaloni, em entrevista coletiva na véspera do jogo contra o Equador.

 

Messi também é o maior artilheiro de uma seleção da América do Sul, com 104 gols em 176 jogos pela Argentina. No Catar, no ano passado, também se tornou o jogador com mais partidas de Copa do Mundo (26, em cinco edições). Em agosto, o craque virou o futebolista com mais títulos na história do esporte — 42 no total.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *