terça-feira, abril 16, 2024
Esportes

Abatido por lesões, Santos visita Goiás para ganhar fôlego na luta contra a queda

O Santos está há quatro jogos sem perder no Brasileirão. Mas o torcedor santista não tem motivos para ser otimista. Mesmo quando a situação parece melhorar, o time sofre novo revés. Desta vez, a “derrota” é fora de campo. Uma série de lesões ameaça complicar a luta da equipe da Vila Belmiro contra o rebaixamento. E será neste clima que o Santos fará um confronto direto com o Goiás às 19 horas desta quinta-feira, em Goiânia, pela 33ª rodada do Brasileirão.

Para o importante duelo no estádio Hailé Pinheiro, o técnico Marcelo Fernandes perdeu seu principal atacante por problema físico. Soteldo teve constatado um edema muscular no adutor da coxa esquerda. O atacante venezuelano já tinha atuando no sacrifício nos últimos jogos.

Outra baixa importante é a do lateral Dodô, que ainda reclama de dores no joelho e será poupado nesta quinta. Antes dele, Fernandes havia perdido o zagueiro João Basso, com uma lesão muscular na coxa esquerda, e o atacante Morelos, que se recupera de um problema na panturrilha direita.

Também são desfalques por questões físicas: Felipe Jonatan, Alison e Sandry, todos por problemas no joelho esquerdo, e Alex Nascimento, em processo de reabilitação após fratura no tornozelo direito. Não bastassem as baixas por problemas de lesão, o treinador santista não poderá contar com o volante Dodi, por suspensão.

Na prática, Marcelo Fernandes terá nove desfalques para o confronto na Serrinha. Em compensação, ele terá o retorno de Lucas Braga, suspenso na rodada passada. O atacante deve continuar improvisado na lateral. Na frente, a responsabilidade deve se concentrar em Marcos Leonardo, que não escondeu o incômodo nesta semana por não estar na lista de convocados da seleção brasileira principal para os jogos das Eliminatórias deste mês.

Apesar de começar a rodada no 14º lugar na tabela, três posições acima da zona de rebaixamento, o Santos tem 38 pontos, apenas um à frente da zona da degola. Um tropeço, portanto, pode fazer a equipe da Vila Belmiro terminar a rodada entre os quatro piores do campeonato.

“Não precisamos olhar para ninguém, temos que fazer o nosso. Temos que fazer aquilo que sabemos, está tudo nas nossas mãos. Queremos que as coisas aconteçam da melhor forma possível. Sendo bem claro, a gente pulou uma cerca grande com as vitórias fora de casa. Agora é fazer o que estamos fazendo fora de casa”, projetou Fernandes.

O Santos terá pela frente um rival ainda mais preocupado com o futuro. O Goiás já está dentro da zona do descenso. É o 18º colocado, com 35 pontos. O time goiano vem de bom resultado, uma vitória sobre o Coritiba, outro rival direto na briga para tentar escapar da queda.

Mas o quadro geral continua negativo. No primeiro turno, o time alviverde fez um dos jogos mais imprevisíveis do campeonato, com uma derrota por 4 a 3 – a partida foi marcada por polêmicas de arbitragem. Se o revés doeu, ao menos o Goiás se mostrou capaz de superar a defesa santista por três vezes.

Para o novo confronto entre as duas equipes, o time goiano terá o reforço do meia Diego, que voltou no segundo tempo contra o Coritiba. Ele era desfalque há cinco meses por diferentes lesões. Se o Santos tem uma lista longa de baixas, o técnico Armando Evangelista tem força máxima e deve repetir a escalação da partida passada.

Leia Também: Corinthians busca equilíbrio diante do Atlético-MG para fugir das últimas colocações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *